Como Escolher o Aparelho de Som Automotivo?

Rodas cromadas, vidros elétricos, ar-condicionado, injeção eletrônica, câmbio automático. Não se engane. No momento em que você enfrentar um engarrafamento na hora do rush ou na volta para casa depois de um feriado prolongado, nada disso terá valor sem um bom som ambiente. Música para relaxar, animar ou relembrar; não há nada melhor para passar o tempo.

Quem gosta de dirigir ou, por diversos motivos, precisa pegar o carro diariamente, sabe que o som automotivo precisa ter mais que as frequências AM/FM. Lembra daquele já citado feriadão? Se o engarrafamento for numa Serra, então, dificilmente haverá boa sintonia para ouvir uma música inteira.

Como escolher um Som Automotivo?

Antes de aumentar o volume analise bem as opções disponíveis no mercado. Qualidade e conveniência podem influenciar no preço, procure o modelo que mais se encaixe no seu perfil. Os aparelhos mais modernos oferecem displays coloridos, elevada potência, controle remoto, mecanismo antichoque para evitar que o CD “pule”, entrada auxiliar para conectar seu iPod e até tecnologia bluetooth para que você possa atender seu celular sem tirá-lo do bolso. Ah sim! Estes aparelhos também tocam CD, CD-R, CD-RW e MP3. Muito mais praticidade para ouvir suas músicas preferidas, seja a coletânea do seu artista favorito ou aquele mix de bandas alternativas que o seu irmão ‘baixou’ pela internet.

O que é preciso saber antes de comprar o seu Som Automotivo?

– Com um pouco mais de investimento você pode realizar uma inversão de “som do carro” para “carro de som”. Amplificadores, alto-falantes e aparelhos com leitor de DVD concedem mais sofisticação ao veículo. Os DVD de áudio têm mais qualidade de reprodução que os CD e possuem capacidade de armazenamento sete vezes maior, podendo arquivar até 400 minutos de som estéreo.

– Por questões de segurança, prefira CD car com frente removível, isso dificulta a percepção do valor do aparelho e pode evitar furtos.

– De acordo com o inciso VI, artigo 252, capítulo 15, do Código de Trânsito Brasileiro, constitui infração média sujeita a multa “dirigir utilizando fones nos ouvidos conectados a aparelhagem sonora ou de telefone celular”. Portanto, ainda que o bluetooth seja uma excelente opção para quem costuma receber ligações enquanto dirige, é importante não desviar a atenção do trânsito.

O que é RMS?

Root Mean Square (RMS) é a forma mais indicada para medir a potência de equipamentos de som. É baseada na média atingida durante um período de, no mínimo, cinco minutos. Ou seja, o resultado é fundamentado na constância do aparelho.

Escolha com carinho e ao ligar o carro ouça as informações do trânsito local, quem sabe assim você consegue fugir de um longo e cansativo engarrafamento.

Pronto para escolher?

Rogerio Gomes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *