Diário lança Classificados de Imóveis e Veículos na internet

O site do jornal O Diário conta com um novo serviço: os Classificados de Imóveis e Veículos online. O canal de anúncios conta com novas ofertas e imagens atualizadas durante todo o dia.

A nova tecnologia deverá ser estendida para os anunciantes de balcão ainda no primeiro semestre. Recém-lançado, o conteúdo que está no ar é atualizado diretamente por imobiliárias e revendedoras de automóveis.

“Conseguimos dar dinâmica nas atualizações através de uma parceria com os anunciantes: são as próprias imobiliárias e revendas que atualizam o conteúdo, através de programas instalados nas empresas”, explica o diretor administrativo de O Diário, César Luiz de de Carvalho.

“As revendas de veículos e imobiliárias podem publicar gratuitamente na internet os anúncios de linha que foram publicados na versão impressa do jornal. Isso potencializa o resultado do anúncio, juntando os leitores do impresso e do site, sem custo adicional”, acrescenta.

Segundo a diretoria do grupo O Diário, os investimento nos classificados para a internet acompanham a realidade do mercado. Com uma participação de 2,8% no mercado publicitário brasileiro, a internet foi a mídia que mais cresceu no ano passado, registrando um aumento de cerca de 45% nos investimentos publicitários. Segundo relatório da Associação de Mídia Interativa (IAB Brasil), a publicidade online movimentou R$ 527 milhões em 2007.

O dono de imobiliária, Ezequiel Rodrigues dos Santos, não tem dúvidas que a internet é sinônimo de dinheiro nos negócios: “Já vendi imóveis para brasileiros que estão trabalhando na Espanha. Eles viram a foto na internet e mandaram e-mail”, conta. “O e-mail hoje é uma ferramenta imprescindível para uma empresa. Sempre recebo mensagens de gente procurando um imóvel, especificando o preço e a localização que deseja”, acrescenta.

O imobiliarista Marcelo Marutaka atribui aos classificados online duas vantagens: imagem do produto e comodidade. “A internet possibilita que a gente coloque várias fotos do imóvel. Facilita muito a vida do cliente, que perde menos tempo procurando saber as características da construção. Outro ponto forte é a comodidade: em poucos cliques você acha o imóvel com as características que procura”, avalia. Ex-dekassegui, Marutaka conhece bem as possibilidades de retorno com a internet. “Quem está em outro país quer voltar ao Brasil com casa e carro. E a vitrine é a internet”, afirma.

A comodidade, a variedade de produtos e a facilidade na comparação de preços com agilidade, são alguns dos motivos apontados pela empresa de consultoria e-bit para o aumento das vendas pela internet no ano passado. Segundo a consultoria, a comercialização de bens de consumo pela internet subiu 43% em 2007, fechando o ano com um total de R$ 6,3 bilhões em vendas no País. Uma pesquisa realizada pela empresa aponta que 9,5 milhões de brasileiros já compraram pela internet ao menos uma vez.

A oferta de veículos usados pela internet também é uma realidade para Marcelo Sanches, gerente administrativo de uma revenda de automóveis em Maringá. “Já vendemos carros até para quem está no Japão”, ressalta. O mais comum, segundo ele, é que os compradores vejam as fotos dos veículos que procuram e sigam pessoalmente até a loja. “A internet serve como uma vitrine da loja e facilita muito. Podemos colocar as fotos de vários ângulos do carro e isso desperta a atenção do cliente”, comenta.

De olho nas oportunidades, a empresa de Sanches corre na atualização dos veículos para a internet. “Temos 110 carros e motos na loja, ainda estamos passando tudo para o site. O que tem atrasado um pouco é que alguns veículos que vamos publicar têm até dez fotos”, explica.

Fonte: O Diário Maringa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *