E-Commerce, Varejo On-line fatura 55% a mais, Dia das Mães

A expectativa é que as compras para o Dia das Mães tenham movimentado R$ 445 milhões no e-commerce.

Segundo o acompanhamento que a especialista em varejo on-line e-bit fez do setor, as compras para o Dia das Mães devem ter movimentado, até hoje, aproximadamente R$ 445 milhões para o comércio eletrônico, o que representa um crescimento de cerca de 55% em relação ao faturamento obtido no e-commerce em 2007, que foi de cerca de R$ 287 milhões. No rol de produtos mais vendidos estão livros, revistas e jornais (18%); produtos de informática (12%); artigos eletrônicos (9%); títulos de CD, DVD e Vídeo (9%); itens de telefonia celular (7%); e eletrodomésticos (5%).

“O Dia das Mães é a data mais esperada pelos varejistas no primeiro semestre, sendo a segunda data mais relevante em faturamento do ano, perdendo somente para o Natal. Em 2007, as vendas desse período representaram cerca de 19% do total registrado no primeiro semestre, além de ter contabilizado o maior número de vendas: 1,6 milhões de pedidos”, afirma Pedro Guasti, diretor-geral da e-bit.

O grande volume de produtos com alto valor agregado nos carrinhos dos e-consumidores foi um dos principais responsáveis pelo melhor desempenho do segmento. Além dos produtos mais característicos à data, como cestas de café da manhã, perfumes, cosméticos, flores e eletrodomésticos, espera-se que, este ano, outras categorias tenham tido uma participação significativa nas vendas, como é o caso dos eletroportáteis e dos eletrônicos, como televisores e aparelhos de som e itens de telefonia celular.

O aumento do tíquete médio também deve ter contribuído em muito para o elevado crescimento do setor, ficando cerca de quatro pontos percentuais a mais do que em 2007. É previsto que os adeptos ao comércio virtual tenham gasto em suas compras pela internet uma média de R$ 315,00 contra R$ 304,00, no ano passado.

Para facilitar as compras dos filhos, as lojas virtuais apostaram em brindes e descontos nessa época. Além do mais, muitas delas parcelaram em até 12 vezes sem juros, não cobraram frete e, para os indecisos, ainda ofereceram a opção do vale presente para as mamães, agilizando o atendimento e aumentando a satisfação.

Fonte: Diário do Nordeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *