Como Evitar Perder Cliques nos Anúncios para Bots!

Já pensou que muitas vezes você paga pelo anuncio que é visto por um robô (bot), ou melhor, um programa automático que simula a ação de um visitante interagindo de alguma forma com aquele anuncio a fim de levar seu dinheiro embora sem resultado algum.

Isso já aconteceu comigo algumas vezes executando campanhas de cliques em algumas redes de trafego, claro, aquelas que não geram retorno, tendemos a travar o anuncio e deixar a plataforma de lado, mas agora, lendo o artigo publicado na globo com o título, “Fraude em anúncios digitais pode chegar a US$ 50 bilhões em 2025#, acabei refletindo mais sobre isso e resolvi escrever a respeito.

foto mostra simulação do bot clicando nos anuncios pago

Tem como barrar os bots nos Anúncios Pagos?

Claro, todas as minhas campanhas juntas não representam nada perto do conglomerado de empresas citadas na matéria, que formam a WFA (e ai no meio temos AB InBev, Ebay, Adidas, General Motors, McDonald’s e Coca-Cola, ou seja, só gigantes), que segundo a matéria, gastam juntas algo em torno de 700 bilhões anuais em anúncios pagos.

Isso me gera uma reflexão, será que não há quaisquer tipo de controle sobre a questão dos bot’s estes Anúncios pagos em grande escala?

Será que eles gastam de forma desenfreada sem quaisquer prudência quanto a qualidade dos cliques que estão recebendo?

Digo isso porque quando rodar algum tipo de anuncio, é preciso ter ferramentas intermediarias para controlar a qualidade do clique, e assim, detectar se tais cliques são reais ou não, e isso podemos fazer com ferramentas do tipo tracker, usado principalmente nas campanhas de CPA.

Sem isso, você acaba se tornando refém dos relatórios das próprias ferramentas de trafego ou não, das já conhecidas ferramentas de visitas do google, mas na boa, você só sabe distinguir de um clique é válido ou não com uma ferramenta mais especifica, que consegue detectar se está vindo algum bot ou não.

– http://wrg.com.br/50-blogs-blog-gringa/
– http://wrg.com.br/40-diretorios-site/

Sem isso, sem chance de ter a real confirmação!

foto mostra um visitante robo de cliqueAnunciar, esperar a conversão e se não converter achar que a qualidade do trafego não é boa, não vale como teste. Digo, porque fiz isso por um bom tempo.

Escolha a fonte de tráfego, alocava um determinado valor e então testava para ver se convertia em algo.

Na época meu critério era, se a fonte de trafego for boa, então terá alguma conversão, caso contrário, essa fonte de trafego não presta.”

Hoje afirmo que essa análise era bastante “amadora”, pois não pode confiar no seu “achismo”, ou sua “suposta experiência” para confiar apenas no padrão de tráfego que acredita ter moldado.

Bem, não posso mesmo dizer em questão de rodar anúncios nessa escala absurda que citaram lá na reportagem, até porque ainda não tive a experiência de analisar uma quantidade tão grande como essa escala de trafego, mas levando em contas as campanhas de CPA Marketing que rodo por ai, bem, acredito que as ferramentas seriam as mesmas ou ate mais elaboradas.

– http://wrg.com.br/ganhar-dinheiro-na-internet-com-blog-ganhar-dinheiro-internet-estilo-de-vida-ou-trabalho-arduo/
– http://wrg.com.br/videos-profissionais-animoto-agora-podem-ter-mais-de-1-musica/

Não rode Campanhas de Anúncios sem Usar ao menos um Tracker!

Sei que um amigo de longa data vai rir muito se ler isso algum dia, pois como disse, por muito tempo deixei os tracker’s de lado, e confiava apenas no meu achismo para análisar os dados, mas seguramente hoje, digo que já perdi dinheiro por fazer isso.

Não confie apenas nos relatórios de trafego do próprio google adwords ou mesmo do facebook ads, realmente não mesmo. É preciso ter uma fonte mais confiável para tal, senão, corre o rico de se enganar sem se dar conta disso.

Se for assim, como então vai monitorar campanhas de anúncios em outras fontes de trafego, afinal, nem todas tem uma sistema de relatório tão sofisticado quanto estas duas citadas.

Em breve, vou falar mais a respeito sobre os tracker que uso e como configuro eles de forma correta, assim, você não perderá mais cliques a toa, nem será enganado pelo seu próprio ego. Até lá, saiba de uma coisa, “não confie totalmente nos relatórios de sua fonte de trafego”, eles podem seguramente te enganar.

– http://wrg.com.br/criar-site-de-nicho-sucesso-pensamento-site-nicho/
http://wrg.com.br/email-marketing-para-blogueiro-entenda-como-funciona/
http://wrg.com.br/divulgar-o-blog-atraves-de-guest-post-ainda-vale-a-pena/

foto do dinheiro indo embora pelos bots

Agora quero saber de você,

– Você sabe o que é um Tracker?
– Você já usou algum ou tem alguma experiência para compartilhar?
– Você usa alguma outra fonte de trafego diferente do Google Ads e Facebook ads?
– Tem alguma outra dúvida relacionada a este assunto?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *